sábado, 3 de janeiro de 2015

ABUTUA-MIÚDA (cocculus filipendula)

ABUTUA-MIÚDA (cocculus filipendula)

5 ABUTUA-MIÚDA (cocculus filipendula)
Família: Menispermáceas.
Sinonímia: Butua-miúda.
Características: Arbusto.
Folhas coriáceas, em forma de palmas, alternas.
Flores grandes, em cachos, amarelas. Não se deve confundir a butua com a butua-miúda. A butua, conhecida também por parrei-ra-brava, tem raiz delgada, lisa e branda. A butua-miúda tem raiz grossa na base e dura. É desta que aqui estamos falando.
Valor terapêutico: É uma planta febrífuga.
Usa-se para combater a amenorréia, a clorose, as cólicas mens-truais, a metrite.
Partes usadas: Casca e raiz, em decocção.
Dose: 10 gramas para um litro de água; 3 a 4 xícaras por dia.


ABUTUA-PEQUENA (Cissampelos ovalifolia)

6 ABUTUA-PEQUENA (Cissampelos ovalifolia)
Família: Menispermáceas.
Sinonímia: Orelha-de-onça.
Características: Arbusto.
Folhas ovais.
Flores em cachos.
Habitat: Nos campos secos de Minas, Goiás, Amazônia, etc.


Valor terapêutico: O decocto das raízes é empregado contra as febres palustres.
De modo geral a abutua-pequena tem as mesmas propriedades da abutua, sendo porém menos enérgica.
Parte usada: Raiz.


Nenhum comentário:

Postar um comentário