terça-feira, 20 de janeiro de 2015

ALTÉIA para favorecer a dentição.

ALTÉIA para favorecer a dentição.

39 ALTÉIA (Althaea officinalis, Althaea medicamentosa)
Família: Malvâceas.
Sinonímia: Malvaísco, malvarisco.
Características: Erva vivaz, de 50 cm a 1 metro e meio de elevação, ligeiramente tomentosa, macia ao tato.
Haste erecta, cilíndrica, de ramos alternos, verde ou verde avermelhada.
Folhas numerosas, alternas, pecioladas, mais ou menos cordiformes, irregularmente loba-das, serreadas, aveludadas.
Flores esbranquiçadas, purpúreas ou ligeiramente rosadas, quase sésseis.
Valor terapêutico: As flores empregam-se nas enfermidades das vias respiratórias.
São boas para curar a tosse, especialmente nas crianças e pessoas idosas.
Usa-se também contra a laringite.
As folhas e raízes são utilizadas como emolientes nas irritações da membrana mucosa.
Em chás, usam-se nas úlceras grastroduodenais.
Em forma de loção e fomentação, a altéia é um bom remédio para acalmar dores, erupções cutâneas, etc.
Em clisteres, dá bom resultado nas inflamações intestinais e na prisão de ventre.
A raiz se dá a mastigar às crianças, para favorecer a dentição.
Partes usadas: Folhas, flores e raízes.
Dose: 20 gramas para 1 litro de água; 4 a 5 xícaras por dia.





Nenhum comentário:

Postar um comentário