quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

ARAMINA (Urena lobata) antelmíntico

ARAMINA (Urena lobata) antelmíntico

81 ARAMINA (Urena lobata)
Família: Malváceas.
Sinonímia: Guaxuma, uaicima, uaixima, uacima, guaxima-macho, guaxima-roxa, ibaxama, malva-roxa-recortada, malvaísco, rabo-de-fo-guete, caquibosa.
Características: Planta herbácea, arbustiva.
Folhas alternas, arredondadas, lobuladas (com uns 8 lóbulos), algo aveludadas.
Flores róseas, roxas ou violáceas.
Fruto: carrapicho.
As fibras servem para cordas e estopa.
Habitat: Em quase todo o País.
Valor terapêutico: As folhas são emolientes: utilizam-se em todas as inflamações.
A raiz, em decocção, é empregada contra as cólicas abdominais.
As flores são expectorantes: usam-se especialmente nas tosses secas e inveteradas.
O decocto das sementes trituradas é um antelmíntico eficaz.



ARAPABACA (Spigelia anthelmia)

82 ARAPABACA (Spigelia anthelmia)
Família: Loganiáceas.
Sinonímia: Arapacaba, lombrigueira, erva-lombrigueira.
Outro idioma: Brinvilliere (Guiana Francesa).
Características: Arbusto.
As folhas, ovais, se cruzam no topo do caule.
Flores róseas, em espigas terminais.
Valor terapêutico: As folhas frescas, espalhadas pelo chão, servem para afugentar baratas.
A planta toda, mormente a raiz, é empregada como vermífugo, mas convém saber que é tóxica em dose superior a 3 gramas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário