sábado, 28 de fevereiro de 2015

ARTEMÍSIA (Artemisia vulgaris) Anemia, cólicas

ARTEMÍSIA (Artemisia vulgaris) Anemia, cólicas

110 ARTEMÍSIA (Artemisia vulgaris)
Família: Compostas.
Sinonímia: Artemigem, artemísia-verdadeira, erva-de-são-joão.
Características: É uma planta herbácea de mais ou menos um metro de altura.
Folhas fendidas.
Numerosas flores brancas.
Floresce em outubro.
Habitat: Nos terrenos argilosos alagadiços das planícies.
Valor terapêutico:
A artemísia tem muitas aplicações na medicina doméstica.
Emprega-se para: Anemia, cólicas, coréia (dança-de-são-guido), debilidade do estômago, diarréia, enterite, epilepsia, flatulências, gas-trite, hidropisia, icterícia, lombrigas, menstruação deficiente, mucosi-dades, nervosismo, nevralgia, reumatismo.
Em casos de dores reumáticas, fazem-se fricções com o sumo dessa erva, sobre as partes doloridas.
Podem, para os mesmos fins, aplicar-se também compressas quentes ou cataplasmas com o cozimento de artemísia.
Não é recomendada esta planta para as mulheres que ama-mentam.
A artemigem é inseticida.
Partes usadas: Folhas, flores e raízes.
Dose: 15 gramas em 1 litro de água.
Duas a quatro xícaras de chá por dia.


ARTEMÍSIA-DO-CAMPO (Artemísia campestris)

111 ARTEMÍSIA-DO-CAMPO (Artemísia campestris)
Família: Compostas.
Sinonímia: Artemísia-seIvagem.
Outro idioma: Aurone des champs, Aurone sauvage (França).
Característica: Arbusto que se assemelha à macela.
Habitat: Muito comum nas margens do Rio S. Francisco.
Valor terapêutico: Usa-se para curar as hemorróidas.
Parte usada: Folhas.




Nenhum comentário:

Postar um comentário