segunda-feira, 16 de março de 2015

BÁLSAMO-DO-PERU para feridas e sarna

BÁLSAMO-DO-PERU para feridas e sarna

140 BÁLSAMO-DO-PERU (Myroxylon peruiferum, Balsamum indicum nigrum)
Família: Leguminosas.
Sinonímia: Bálsamo-peruano, pau-bálsamo, óleo-vermelho.
Características: Árvore que distila um óleo conhecido como bálsa-mo-do-peru.
É roxo-escuro e tem a consistência de um xarope.
Valor terapêutico: O suco balsâmico, de cor rubro-escura, e cheiro agradável, que se obtém dessa planta, tem aplicação como peitoral e é usado contra os catarros da bexiga, não, porém, nos casos de albuminúria. É também indicado nos casos de diabete, enurese infantil, tabes dorsal, catarros brônquicos, suores noturnos, neuroses.
Externamente aplica-se nas esfoladuras, feridas, contusões, bem como na sarna.


BANANEIRA DO MATO (Canna brasiliensis)

141 BANANEIRA DO MATO (Canna brasiliensis)
Família: Canáceas.
Sinonímia: Bananeirinha, caetê-mirim.
Características: Planta herbácea, de cujas sementes se fazem contas para rosários.

Bulbo na raiz.
Folhas grandes, flores amarelas e vermelhas, em cachos.
Valor terapêutico: A raiz tem propriedades diuréticas e antiblenor-rágicas.

As folhas trituradas, cozidas, servem para fazer cataplasmas de efeito emoliente.




Nenhum comentário:

Postar um comentário