terça-feira, 31 de março de 2015

BELDROEGA (Portulaca oleracea) aumenta a secreção do leite

BELDROEGA (Portulaca oleracea) aumenta a secreção do leite

159 BELDROEGA (Portulaca oleracea)
Família: Portulacáceas.
Sinonímia: Beldroega-verdadeira, beldroega-pequena, portulaca, caaponga.
ora-pro-nobis.
Características: Erva carnuda, de 10 a 30 cm de comprimento, rasteira, ramosa.
Folhas sésseis, obovais, carnudas, agrupadas na extremidade dos ramos.
Flores miúdas, terminais, solitárias ou aglomeradas, hermafroditas.
A beldroega é bem parecida com a flor chamada onze-horas, com a principal diferença de que a flor da beldroega é miudinha, insignificante, ao passo que a da onze-horas é relativamente grande, de várias cores, e algo semelhante ao cravo, porém menor.
Habitat: Em terrenos cultivados.
Valor terapêutico: É boa planta para saladas e ensopados.
A beldroega é um remédio eficaz nas afecções do fígado, bexiga e rins.
Dá bom resultado contra o escorbuto.
O cozimento desse vegetal é diurético e aumenta a secreção do leite.
O suco cura inflamações dos olhos.
As sementes são diuréticas e emenagogas, e combatem os vermes intestinais.
Os talos e folhas machucados, aplicados sobre queimaduras, aliviam a dor.
Aplicados sobre feridas, facilitam a cicatrização.
Partes usadas: Folhas com talos e sementes.
Dose: Suco, uma colher das de sopa de hora em hora.
Chá, 50 a 100 gramas para 1 litro de água; 4 a 5 xícaras por dia.





Nenhum comentário:

Postar um comentário