sábado, 11 de abril de 2015

BUCHA (Luffa aegyptiaca, Luffa cylindrica)

BUCHA (Luffa aegyptiaca, Luffa cylindrica)

175 BUCHA (Luffa aegyptiaca, Luffa cylindrica)
Família: Cucurbitáceas.
Sinonímia: Bucha-paulistana, bucha-dos-paulistas, bucha-dos-pes-cadores.
fruta-dos-paulistas, quingombô-grande.
Outros idiomas: Courge torchon (Antilhas), gourd (Inglaterra).
Características: Planta trepadeira, análoga ao melão-de-são-caetano.
Dá frutos volumosos (15 a 50 cm de comprimento e 6 a 8 cm de diâmetro).
cilíndricos.
Depois de secos, tira-se a casca e aproveita-s.
o tecido reticular elástico e resistente, que envolve as sementes com.
"esponja vegetal".
Essas esponjas são usadas na fabricação de luvas para fricções, sandália.
para banhos, chapéus, cestinhas e outros objetos.
A Luffa aegyptiaca dá frutos muito grandes e alargados na base.
a Luffa cylindrica produz frutos menores, oblongos.
Habitat: Em solos argilosos.
Valor terapêutico: Emprega-se o caule e as folhas contra as afecções hepáticas.
a amenorréia, a clorose; a polpa do fruto maduro e a raiz como purgativas.
as sementes, por infusão, como vermífugo.
Parte usada: Toda a planta.
Dose: 20 gramas para 1 litro de água; 4 a 5 xícaras por dia.


BUCHINHA-DO-NORTE (Luffa operculata, Momordica opercu-lata)

176 BUCHINHA-DO-NORTE (Luffa operculata, Momordica opercu-lata)
Família: Cucurbitáceas.
Sinonímia: Buchinha, bucha-dos-paulistas, bucha-dos-pescadores.
abobrinha-do-norte, purga-dos-paulistas, purga-do-joão-pais, cabacinha (Amazonas).
Características: Planta trepadeira.
Frutos menores do que os da bucha, ou seja, do tamanho de um ovo de galinha, com protuberân-cias moles.
Habitat: Nos terrenos altos, arenosos.
Valor terapêutico: O uso desta planta como medicamento requer cuidados, pois que inflama as mucosas e age como drástico violento.
A buchinha, em forma de chá, é purgativa e expectorante.
Em clisteres, usa-se para combater a hidropisia.
a prisão de ventre, a melancolia, a clorose.
Para combater a sinusite, aspira-se o vapor da planta.
Parte usada: Polpa do fruto.
Dose: 10 g para 1 litro de água; 3 a 4 xícaras por dia.
Usam-se xícaras pequenas, porque, em dose elevada, a buchinha produz hemorragias perigosas.




Nenhum comentário:

Postar um comentário