terça-feira, 21 de abril de 2015

CABAÇA-AMARGOSA (Lagenaria vulgaris, Cucurbita lagenaria)

CABAÇA-AMARGOSA (Lagenaria vulgaris, Cucurbita lagenaria)

191 CABAÇA-AMARGOSA (Lagenaria vulgaris, Cucurbita lagenaria)
Família: Cucurbitáceas.
Sinonímia: Cuieté, cuitezeira, taqüera, purunga, jamuru, cacom-bro, cabaça,
cabaça-de-cuia, cabaça-marimba, cabaça-purunga, caba-ça-para-vasilhas, cabaça-de-colo, cabaceiro-amargoso, cuia, porongo.

Características: Cipó. Caule cilíndrico, coberto de pêlos duros.
Folhas longipecioladas. A polpa dos frutos pequenos, verdes, doces, é comestível; as variedades amargas são tóxicas.
Os frutos grandes (Jamarus de vários litros), ocos, de casca lenhosa, são usados como vasilhas domésticas.
Vaior terapêutico: A polpa verde tem propriedades emolientes e maturativas.
A polpa madura é purgativa. O decocto das sementes é bom contra nefrites.
Partes usadas: Polpa do fruto e sementes.


CABELO-DE-NEGRO (Erythroxylum campestre)

192 CABELO-DE-NEGRO (Erythroxylum campestre)
Família: Eritroxiláceas.
Sinonímia: Fruta-de-tucano.
Características: Arbusto.
Flores em cachos, nas axilas dos ramos e das folhas.
Habitat: Vegeta no Rio, em Minas, em Goiás, em S. Paulo e outros Estados.
Valor terapêutico: As raízes recém-colhidas, em decocção, constituem excelente purgativo.
Emprega-se também a entrecasca raspada, em infusão, como purgante.




Nenhum comentário:

Postar um comentário