segunda-feira, 8 de junho de 2015

CARDO-ANANÁS (Cereus triangularis)

CARDO-ANANÁS (Cereus triangularis)

264 CARDO-ANANÁS (Cereus triangularis)
Família: Cactáceas.
Sinonímia: Cardo-ananá, pitaiaiá.
Características: Caule rasteiro-escandente, triangular, articulado, aculeado.
Lindas flores noturnas, de 25 cm de comprimento e 20 de diâmetro,
com sépalas verdes, pétalas brancas e estames vermelhos.
Fruto: baga elíptica, grande, vermelha, deliciosa ao paladar.
Habitat: Encontra-se no Rio de Janeiro.
Valor terapêutico: Usa-se o decocto, em banhos, no tratamento do reumatismo.
Internamente, tem aplicação contra as afecções cardíacas.


CARDO-DA-PRAIA (Cereus variabilis)

265 CARDO-DA-PRAIA (Cereus variabilis)
Família: Cactáceas.
Sinonímia: Cumbeba, jamacuru, cardeiro, jamacaru, pitaiaiá.
Características: Caules erecfos, de 3 a 4 m de altura e 5 cm de diâmetro, muito espinhosos, alados.
Flores infundibuliformes, solitárias, brancas, noturnas, alcançando uns 20 cm de comprimento.
Fruto acídulo-adocicado, mucilaginoso.
Valor terapêutico: O fruto é usado como refrescante nas febres inflamatórias.
Verde e contundido, é aplicado nas úlceras.


CARDO-SANTO (Carduus benedictus, Cnicus benedictus, Centaurea benedicta)

266 CARDO-SANTO (Carduus benedictus, Cnicus benedictus, Centaurea benedicta, Calcitrapa lanuginosa)
Família: Compostas.
Sinonímia: Cardo-bento.
Características: Planta herbácea.
Haste ramosa, lanuginosa, avermelhada.
Folhas decorrentes, sinuadas ou denteadas, espinhosas.
Flores amarelas, em calátides.
Valor terapêutico: É bom remédio para: Afecções do útero, amenorréia, asma, blenorragia, catarros, coqueluche, mau funcionamento do estômago, febres intermitentes, gota, gripe, hidropisia, hipocon-dria, icterícia, resfriados, reumatismo.
Para estes fins, usam-se chás.
É empregado, igualmente, em chás, contra as úlceras gastroduo-denais.
Exteriormente usa-se também o cardo, em dose de 50 gramas ou mais em
um litro de água, para loções no tratamento de aoscessos, chagas, contusões,
feridas, furúnculos, etc.
Partes usadas: Haste e folhas, preferivelmente frescas.
Dose: 20 gramas para 1 litro de água; 4 a 5 xícaras por dia.





Nenhum comentário:

Postar um comentário