quinta-feira, 16 de julho de 2015

CHAPÉU DE COURO Combate reumatismo e doenças da pele

CHAPÉU DE COURO Combate reumatismo e doenças da pele

327 CHAPÉU DE COURO (Echinodorus macrophyllus)
Família: Alismatáceas.
Sinonímia: Chá-mineiro, chá-da-campanha, erva-do-brejo, erva-do-pântano.
Características: Planta herbácea.
Folhas grandes.
Habitat: Nas margens dos rios, lagos e pântanos, em S. Paulo, Minas,
Mato Grosso e outros Estados.
Valor terapêutico: Tem aplicação, com bons resultados, nos casos de:
ácido úrico, artritismo, catarros das vias urinárias, dermatoses, edemas,
erupções cutâneas, gota, hidropisia, impurezas do sangue, ingurgitação do fígado,
litíase, nefrite, nevralgia, reumatismo, sífilis. É também diurético e levemente laxativo.
Diz um médico com respeito ao chapéu-dé-couro:
"O seu emprego é útil no reumatismo crônico, nas dermites diversas
ou moléstias da pele, quer simples, quer específicas.
O indivíduo que usa o chapéu-de-couro adquire uma pele fina, sedosa, sem nenhuma excrescência;
combate perfeitamente toda e qualquer moléstia da pele.
É um poderoso diurético.
Tenho curado velhos de reumatismo (65 anos) só com o cozimento desta planta.
O chá é agradável, somente um pouco amargo.
Usa-se como mate e nas mesmas proporções.
Pode-se torrar as folhas em estufa e toma-se em chá, à vontade.
Tendo sido dada uma notícia no 'Jornal do Comércio' sobre esta planta,
muitas pessoas mineiras e soldados procuravam e pediam remoção para várias cidades do sul de Minas, onde sabiam existir abundância do chapéu-de-couro.
E a maioria obtinha melhoras francas ao iniciar o tratamento pela ativa planta dos sapais.
Em Águas Virtuosas do Lambari existia um pântano cheio de chapéu-de-couro, mas os doentes em pouco tempo acabaram com ele e foram exportados sacos de folha para diversos pontos.
Os doentes sentem-se bem, voltando-Ihes de novo o vigor e a atividade.
Sentem-se com ânimo e coragem para de novo entrar na luta pela vida."
Parte usada: Folhas.
Dose: 20 gramas para 1 litro de água; 4 a 5 xícaras por dia.




Nenhum comentário:

Postar um comentário