sábado, 22 de agosto de 2015

CORDÃO-DE-FRADE (Leonotis nepetaefolia)

CORDÃO-DE-FRADE (Leonotis nepetaefolia)

380 CORDÃO-DE-FRADE (Leonotis nepetaefolia)
Família: Labiadas.
Sinonímia: Cordão-de-são-francisco, pau-de-praga, rubim.
Esta planta também se chama cordão-de-frade-verdadeiro e cordão-de-frade-pequeno. Não deve ser confundida com outras igualmente conhecidas por cordão-de-frade.
Características: Erva quase arbustiva, de até um metro e meio de comprimento.
Cheiro aromático.
Caule quadrangular.
Folhas opostas, lanceoladas.
Flores alaranjadas, dispostas em verticilos globulares nas axilas das folhas.
Os frutos são quatro grãos pretos, trapezóides.
Habitat: Em lugares abertos e secos, na vizinhança das habitações.
Valor terapêutico: Emprega-se nos acessos de asma, na disúria, no reumatismo.
Boa planta para eliminar o ácido úrico.
É, além disso, estimulante, antiespasmódica e eficaz contra as
hemorragias uterinas.
Externamente usa-se em banhos contra o reumatismo articular agudo.
Também quando há dificuldade em urinar, o decocto de cordão-de-frade, em forma de banhos, presta grande auxílio.
Esses mesmos banhos são muito bons para fortalecer as crianças débeis.
Partes usadas: Folhas e talos.
Dose: 20 gramas para 1 litro de água; 4 a 5 xícaras por dia.



COROA-DE-FRADE (Melocactus depressus)

381 COROA-DE-FRADE (Melocactus depressus)
Família: Cactáceas.
Características: Cactácea globoso-cônica.
Arestas fortemente acu-leadas.
Cabeça grande, que se alonga.
Flores róseas.
Fruto: baga rósea.
Habitat: Nos Estados do Nordeste.
Valor terapêutico: Tem indicação por suas propriedades antiescor-búticas.




Nenhum comentário:

Postar um comentário