segunda-feira, 24 de agosto de 2015

CORTICEIRA (Erythrina crista-galli)

CORTICEIRA (Erythrina crista-galli)

383 CORTICEIRA (Erythrina crista-galli)
Família: Leguminosas-papilionáceas.
Sinonímia: Flor-de-coral, mulungu, ceibo, sananduva, suiná, sumaüveira,
coraleira-cristada.
Características: Árvore alta, pouco espinhosa.
Folhas compostas.
Folíolos oval-lanceolados.
Flores cor de coral brilhante, axilares, em número de duas ou três, pendentes,
com o estandarte oval-alongado, enrolado e recurvo.
Há também outra espécie de corticeira, conhecida pelos nomes de mututi (Breves)
e tinteira (Belém).
Valor terapêutico: O cozimento da casca serve para acalmar o sistema nervoso.
Também, em forma de compressas, se emprega topicamente em casos de golpes,
contusões, etc.
Parte usada: Casca, em decocção.
Dose: 20 gramas para 1 litro de água; 4 a 5 xícaras por dia.



CORTICEIRA (Pterocarpus draco)

384 CORTICEIRA (Pterocarpus draco)
Família: Leguminosas.
Sinonímia: Mututi (Breves), tinteira (Belém), sangue-de-dragão.
Outro idioma: Moutouchi bouchon (Guiana Francesa).
Características: Árvore média, resinosa.
Folhas alternas, lisas.
Flores amarelas.
Fruto: vagem.
Habitat: No litoral e nos igapós do estuário, na Amazônia.
Valor terapêutico: A incisão da casca fornece um líquido vermelho,
o "sangue de dragão".
A resina é tônica e adstringente.




Nenhum comentário:

Postar um comentário