quarta-feira, 14 de outubro de 2015

ERVA-MOURA sobre feridas e úlceras.

ERVA-MOURA sobre feridas e úlceras.

458 ERVA-MOURA (Solanum nigrum, Solanum crenato dentatum, Solanum hortense, Solanum inops, Solanum officinarum, Solanum pterocaubon, Solanum ptycanthum)
Família: Solanáceas.
Sinonímia: Carachichu, maria-preta, pimenta-de-cachorro, pimenta-de-rato,
pimenta-de-galinha, guaraquinha, aguaraquiia, erva-do-bi-cho.
Características: Planta herbácea, de até 50 cm de elevação.
Haste angulosa, ramificada, raramente simples.
Folhas esparsas, peciola-das, freqüentemente geminadas, ovais, acuminadas, quase trapesodais, desigualmente lobadas, às vezes inteiras, verde-escuras.
Flores em pequenas formações umbeliformes, brancas, curtamente pedunculadas.
O fruto é uma baga, verde a princípio, negra quando madura, de sabor amargo e nauseante. É venenoso.
Habitat: Perto das habitações.
Valor terapêutico: Aplicam-se as folhas frescas, machucadas, sobre feridas e úlceras.
O decocto das folhas é bom para lavar as partes inflamadas, intu-mescidas,
irritadas, dolorosas.
Em cataplasmas, aplicam-se sobre dartros vivos e dolorosos, úlceras dolorosas,
tumores inflamatórios, furúnculos, flegmões, panarícios, queimaduras.
Usam-se as folhas, também, em banhos, contra as dores reumáticas.
Afirma-se que, cozidas, as folhas perdem as propriedades tóxicas.
Parte usada: Folhas.





Nenhum comentário:

Postar um comentário