terça-feira, 5 de abril de 2016

MALVA para curar os catarros

MALVA para curar os catarros

659 MALVA (Malva sylvestris, Malva vulgaris, Malva hirsuta)
Família: Malváceas.
Sinonímia: Malva-grande, malva-verde, malva-de-botica, malva-sil-vestre.
Características: Planta herbácea.
Da raiz levantam-se diversas hastes cilíndricas, erectas, ramosas.
Folhas alternas, longipecioladas,
recortadas em 5 a 7 lobos pouco profundos, obtusos, de bordos ser-reados.
Flores róseas com estrias vermelhas, reunidas em cimeiras de 3 a 5 nas axilas das folhas.
Fruto deprimido, dotado de cálice persistente e composto de numerosos aquênios monospermos.
Valor terapêutico: As folhas e as flores da malva são béquicas, calmantes, emolientes.
As raízes também são emolientes.
A malva é um excelente remédio para curar os catarros de qualquer espécie.
Em gargarejos ou inalações, dá bom resultado nas enfermidades da garganta e ouvido.
Em fomentações, a infusão das folhas e flores é indicada contra as inflamações externas.
A malva substitui a altéia em todas as sua aplicações.
Partes usadas: Folhas, flores e raízes.
Dose: Folhas e raízes, normal; flores, 10 gramas para 1 litros de água; 4 a 5 xícaras por dia.
Para uso externo, adota-se dose dobrada.
Em compressas aplica-se a infusão desta planta sobre abscessos, furúnculos, etc.






Nenhum comentário:

Postar um comentário