domingo, 21 de agosto de 2016

PITANGA (Stenocalyx Michelii)

PITANGA (Stenocalyx Michelii)

815 PITANGA (Stenocalyx Michelii)
Família: Mirtáceas.
Outro idioma: Cerise carrée, Cerise de Cayenne (Guiana Francesa).
Características: Árvore pequena ou arbusto grande.
Flores brancas, muito aromáticas.
Fruto: baga esférica, angulosa (8 a 10 quinas salientes), achatada, vermelha, agridoce, de pele muito fina, comestível.
Habitat: Comum nas restingas; também cultivada.
Valor terapêutico:
As folhas, em infusão ou decocção, são estimulantes, febrífugas, antipalúdicas, anti-reumáticas, adstringentes.
São eficazes especialmente na diarréia das crianças (5 a 10 gramas para uma xícara d'água).

PITEIRA (Fourcroya gigantea)

816 PITEIRA (Fourcroya gigantea)
Família: Amarilidáceas.
Sinonímia: Piteira-fedorenta, piteira-da-terra, caroatá, coroatá, ca-raguatã, crauatá, gravatá, caroá.
Outros idiomas: Aloés vert (França), Bois chandelle, Bois de me-che (Guiana Francesa), Green aloe (Inglaterra).
Características: Planta herbácea, quase acaule.
Folhas de 1 a 2 metros, coriáceas, convexas, com a ponta e as margens aculeadas, contendo fibras para a cordoaria.
Pedúnculo floral seco, de 4 a 8 metros de altura.
Valor terapêutico:
O decocto das folhas, tóxicas, emprega-se como inseticida.
Utiliza-se também contra a gota e as paralisias.
O suco é detersivo: Usa-se para limpar feridas purulentas.
Tem aplicação, igualmente, contra a queda do cabelo.
O infuso da medula do pedúnculo florífero é anti-hidrópico (10:1000), um cálice de duas em duas horas.


PITOMBA (Talisia esculenta)

817 PITOMBA (Talisia esculenta)
Família: Sapindáceas.
Sinonímia: Olho-de-boi.
Características: Árvore pequena.
Sementes dotadas de arilo doce, comestível.
Habitat: No Meio-Norte.
Valor terapêutico:
As sementes, em decocção, depois de removido o embrião, que é tóxico, são úteis contra a diarréia crônica.




Nenhum comentário:

Postar um comentário