sexta-feira, 23 de setembro de 2016

SAPUPIRA (Bowdichia major) é tônico, diaforético

SAPUPIRA (Bowdichia major) é tônico, diaforético

883 SAPUPIRA (Bowdichia major)
Família.
Legumi nosas-papilionáceas.
Sinonímia: Sebibira, sebipira, sicopira, sebupira, sucupira, curubaí-mirim.
Características: Linda árvore copada.
Tronco e ramos erectos.
Folhas compostas, miúdas, lisas.
Flores roxas, em cachos, nas pontas dos ramos.
Fruto: vagem contendo sementes vermelhas dotadas de manchas pretas.
Valor terapêutico:
O decocto ou o macerado da casca é tônico, diaforético, aperiente, digestivo, anti-sifilítico e antidiabético.
Na extremidade da raiz encontram-se batatas cujo decocto é de-purativo do sangue, antidermatoso, anti-sifilítico, antigotoso, anti-reumático, antiblenorrágico e eficaz contra o eczema e as úlceràs.
O infuso das sementes, depurativas, é recomendado nos casos de febres, gota, reumatismo, artritismo, eczema, dermatoses, blenorragia, sífilis, úlceras.
(Diaforético: Sudorífico, que provoca a transpiração.)


SAPUPIRA-DA-MATA

884 SAPUPIRA-DA-MATA (Bowdichia nitida, Bowdichia racemosa, Bowdichia brasiliensis)
Família: Leguminosas-papilionáceas.
Características: Linda árvore copada.
Madeira castanho-escura, ou castanho-clara, pesada, resistente, de fibras grossas, entrelaçadas.
Flores lilás-azuladas. É muito semelhante à Bowdichia major.
Habitat: A Bowdichia nitida é comum na terra firme; e a Bowdichia racemosa, na terra firme arenosa.
Valor terapêutico:
Tem aproximadamente as mesmas aplicações da Bowdichia major e da Bowdichia virgilioides.




Nenhum comentário:

Postar um comentário