sábado, 22 de outubro de 2016

TANCHAGEM (Plantago major)

TANCHAGEM (Plantago major)

930 TANCHAGEM (Plantago major)
Família: Plantagináceas.
Sinonímia: Tansagem, tanchagem-maior, tranchagem.
Outros idiomas: Llantén (nos países de fala castelhana),
Plantain (Guiana Francesa, Estados Unidos), Wegerich (Alemanha).
Características: Planta vivaz.
Ramalhete de folhas grandes, radicais, longipecioladas, inteiras,
ou de bordos levemente ondulados, ovaladas, percorridas por nervuras curvilíneas,
salientes na proximidade da base.
Flores pequeninas, branco-amareladas, reunidas em espigas.
Valor terapêutico:
É uma planta aconselhada nos seguintes casos: ardor do estômago,
afecções das vias respiratórias, diarréia, disenteria, parotidite.
Em gargarejos, usa-se para combater as inflamações da boca e garganta,
gengivas sangrentas, também para as anginás e parotidites.
E, o que mais se deve notar, é que os gargarejos constantes com o chá
desta planta fazem desaparecer a inchação das amígdalas, tornando evitável
a operação.
As folhas frescas, machucadas, empregadas em forma de emplastro, curam úlceras.
As folhas e raízes agem também como tônicas, febrífugas e adstringentes.
A tanchagem tem, outrossim, ótimo efeito purificador do sangue,
pelo que se usa em todos os casos em que se necessita de um depu-rativo.
Partes usadas: Folhas e raiz.
Dose: Chás: de uso interno 30 gramas para 1 litro de àgua, 3 a 4 xícaras por dia; gargarejos 60 gramas para 1 litro de água.






Nenhum comentário:

Postar um comentário