sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

URTIGA-MORTA (Mercurialis annua) emoliente, laxante e vermífuga.

URTIGA-MORTA (Mercurialis annua) emoliente, laxante e vermífuga.

992 URTIGA-MORTA (Mercurialis annua)
Família: Euforbiáceas.
Sinonímia: Mercurial.
Características: Planta herbácea.
Haste angulosa, quadrangular.
Folhas opostas, pecioladas, oval-lanceoladas, serreadas.
Flores miúdas, dispostas em espigas alongadas.
Habitat: Nos campos cultivados e em torno das habitações.

Valor terapêutico:
É uma planta emoliente, laxante e vermífuga.
Deve empregar-se somente a erva fresca, de que se usa o suco espremido, o decocto e o melito.


URTIGA-VERMELHA (Urtica urens, Urtica minor, Urtica scalpa)

993 URTIGA-VERMELHA (Urtica urens, Urtica minor, Urtica scalpa)
Família: Urticáceas.
Sinonímia: Urtiga-da-miúda.
Características: Haste vermelha.
Folhas alternas ou opostas e dotadas de estipulas. O pecíolo, também vermelho, sustenta um limbo oval ou elíptico, peninervado, fortemente serreado, crespo, pubescen-te. Fíores unissexuadas, monóicas, reunidas em cachos axiais.
Valor terapêutico:
As folhas bem tenras, das extremidades, misturadas com outras ervas, são usadas em saladas ou guisados para estimular as funções digestivas, facilitar a secreção urinária (na hidropisia), ajudar no tratamento da diabete e da anemia.
Em saladas, ensopados, chás, sucos, a urtiga age poderosamente como depurativa do sangue, pelo que se usa nas afecções da pele, gota, reumatismo, etc.
É um bom remédio contra os cálculos renais.
Aumenta a secreção do leite das mulheres que amamentam.
É preciso tomar cuidado com os espinhos da urtiga, ao apanhar suas folhas.
Depois de colhidas as folhas, os próprios espinhos ficam murchos, inofensivos.
Parte usada: Toda a planta, fresca e florida.
Dose: 20 gramas para 1 litro de água; 4 a 5 xícaras por dia.





Nenhum comentário:

Postar um comentário